quinta-feira, 3 de setembro de 2015

#Voe! - disse, e fez, a Vida.


      Hoje percebo o quanto a vida me fez amadurecer e me fez querer mais, me fez seguir em frente e me ensinou a bater de frente com os obstáculos.
      A vida me tirou daquela caixinha em que eu vivia feliz e confortavelmente, mudou o meu ângulo de visão, me obrigou a perceber as coisas de uma maneira diferente, ela me fez enxergar a verdade.
     Sabe aquela tal frase que diz que “de repente a vida te vira do avesso e você descobre que do avesso é o lado certo?”, então, hoje eu estou vivendo o meu avesso.
   E quanto mais ela desenrolava as situações diante de mim, mais questionamentos e tristezas transbordavam o meu ser. Quantas e quantas horas foram gastas pensando, tentando fazer tudo ter um sentido. E quantas lágrimas derramadas…
      Percebi que ela trabalha comigo em ciclos e que depois de um determinado tempo, ela me tira da nossa zona de conforto e me projeta com o mais forte dos impulsos para frente, mesmo que isso implique em deixar algumas, ou talvez várias, coisas para trás, mesmo que seja dolorido.
     Tudo isso para me fazer entender que não me deu um fardo maior do que aquele que posso aguentar. Tudo isso para me fazer crescer, para me fazer entender que eu posso mais, que o que ela tem preparado para mim é bem maior e que eu não posso me conformar com aquilo que não está bom.
    E, quando tentam me desviar do meu caminho, lá vai ela, obstinadamente, traçar uma rota alternativa e me impulsionar perante os obstáculos que impedem a minha liberdade, que me impedem de conquistar aquilo que é meu.
      A vida... A, implacável, vida veio e me tirou o chão para poder me mostrar que eu posso voar.

“Passarinho que fica preso na gaiola por muito tempo, não desaprende a voar, muito menos esquece como é o cantar diante da liberdade. Passarinho que fica preso se fortalece, enquanto espera o momento certo de voar.”
Fernanda Camargo

Nenhum comentário:

Postar um comentário