quarta-feira, 1 de novembro de 2017

#Pensamentos Soltos - Não se Demore


Não se demore quando o ânimo não mais o alcançar.
Não se demore quando o riso já não sair tão fácil.
Não se demore quando o preocupar-se for maior do que o alegrar-se.
Não se demore quando já não mais for bem-vindo.
Não se demore quando somente com a ingratidão se deparar.
Não se demore quando não mais encontrar motivos para ficar.
Saiba a hora de parar.
Arrume as malas e parta.
Apenas vá e não se demore.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

#Pensamentos Soltos - Eu Sou Platéia



     Respeitável público, bem-vindos à mais um espetáculo!

     É, quanto mais o tempo passa, mais percebo que nada na vida é em vão, nada acontece por acaso. Todos os nossos atos, desde os mais lindos e singelos, aos que distorcem totalmente os nossos valores são “contabilizados”.


     É estranho, mas é como se a vida tivesse um caderninho de anotações em que vai marcando tudo aquilo fazemos aos outros e, no tempo certo, nos devolve aquele mesmo ato, com a mesma intenção e intensidade.



     Lei do Retorno, eu sempre acreditei nela e ela é realmente implacável, nos devolve toda a alegria e toda a dor que causamos. Tudo, tudo na mesma proporção. Seria até engraçado, se não fosse trágico quando acontece conosco.


     Essa lei tem muito a ver com o tempo, com o tempo as coisas se ajeitam e coloca tudo em seu devido lugar. Tempo, eu também sempre acreditei nele, tanto que costumo até dizer que eu sei esperar o meu tempo e hoje eu vejo o efeito real disso na minha vida.



     Com o tempo as coisas se encaixam de tal maneira que nos faz estar nos lugares certos, na hora certa para presenciar como a bela dança das cadeiras se dá, onde quem estava sentado se levanta para assistir de camarote as coisas voltarem para seu devido lugar.

       Eu tomei o meu assento. Hoje, no espetáculo da vida, eu sou platéia.

terça-feira, 5 de setembro de 2017

#Entre Aspas




“No final, apenas três coisas importam: Quanto você amou, se viveu com bondade e se abriu mão grandiosamente de coisas que não eram para ser suas”.
Buda

“Transborde amor, quem não souber nadar, que afunde sozinho”.

“Ela procurava as flores sem saber que a primavera morava dentro dela”.

“Assuma seus erros com a mesma coragem que você teve para cometê-los”.

“(…) e depois não se surpreenda se caso amanhã eu acordar e meu primeiro pensamento não for mais você…”


“Um dia, que está se perdendo no tempo, você me fez irritantemente feliz!”
Eni Araújo



segunda-feira, 28 de agosto de 2017

#Pensamentos Soltos - É Tempo.



É tempo de se autoavaliar.
Se analisar, observar.
É tempo de introspecção, de se dar a mão.


A vida tira, a vida traz, na mesma velocidade.
E no final, só ficamos nós.
Nós sempre ficamos com nós mesmos, à sós.
Por isso, a importância do cuidar-se bem.


Pessoas, momentos, fases, crises… 
Emaranhados… Aprendizados….
Neste meio, tanto se perde, tanto se acha.



Ajustar a balança ou redirecionar as velas.
Selecionar as frutas, tirando as podres e deixando apenas as que estão boas. 
As que nos fazem bem.
Nada de toxicidade.
Nada que não venha agregar, ter só aquilo que se desejar.
É tempo.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

#Os Livros Até Aqui...




O Menino do Pijama Listrado – John Boyne


Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz idéia que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e a mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e para além dela centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. O menino do pijama listrado é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.



Geração de Valor 2 – Plantando Sonhos, Colhendo Conquistas – Flávio Augusto da Silva


     O primeiro Geração de Valor vendeu mais 100 mil exemplares em apenas um ano de publicação.

     Nascido em uma família simples, com 18 anos Flávio Augusto da Silva decidiu decretar sua independência financeira e começou a vender relógios. Cinco anos depois, criou uma escola de inglês que se transformaria na famosa rede Wise Up e, em pouco tempo, passou a figurar entre os bilionários mais jovens do Brasil.

     Mas ele ainda não estava satisfeito. Queria fazer as pessoas entenderem que o sucesso é uma fórmula exata que todos podem aprender, desde que estejam dispostos a desafiar o pensamento corrente e desenvolver uma mentalidade vencedora.
     Para isso, idealizou o projeto Geração de Valor e passou a difundir sua experiência vitoriosa no Facebook, no Twitter, no YouTube, em um blog e no livro Geração de Valor, que logo se tornou um best-seller.
     Agora ele lança o “Geração de Valor 2”, uma nova coletânea de textos e charges inspiradores. Siga as dicas deste livro e não espere nem mais um dia para ir atrás dos seus sonhos.



Esmeralda – Zíbia Gasparetto

     Esmeralda era orgulhosa e absoluta. O mistério maravilhoso de sua dança arrancava olés e aplausos acalorados. Sempre desejada, despertava grandes paixões. Mas não amava ninguém, nem se importava com a dor dos seus apaixonados. Um dia, porém, Esmeralda encontrou um amor que arrastou consigo o seu destino. A vaidade tem um preço que o orgulho cigano sempre paga. E todas as mulheres têm um pouco de Esmeralda. Ditado pelo espírito Lucius.









O Guardião da Meia Noite – Rubens Saraceni


     Este é um livro de ensinamentos éticos, envolvendo os tabus da morte e dos erros vistos sob uma nova ótica. Nova porque somente agora está sendo quebrada a resistência da ciência oficial, mas que é, realmente, muito antiga, anterior aos dogmas que insistem em explicar tudo pela razão extraída nos laboratórios. Ninguém fica impune quando desafia a Lei e, em consequência, enquanto não purgar todo o vício que o conduziu na afronta a Ela não receberá outra coisa senão o tormento da fúria divina, que o perseguirá pela tempo que for necessário até que desperte do pesadelo em que está adormecido seu ser imortal.





O Poder da Escolha – Zíbia Gasparetto

     Quando Eugênia soube que o marido a havia abandonado, achou que não valia a pena continuar vivendo. Júlio, o ex-companheiro, saiu de casa para viver com Magali sem nem levar em consideração os anos de dedicação dela ao casamento. Em meio a uma intensa trama que mescla amor, crime, traição, sequestro e redenção, Eugênia e Magali terão que aprender, cada uma a sua maneira, que nada na vida é por acaso e” O Poder de Escolha” é absoluto, afinal, é escolhendo que criamos o nosso destino.






Sinopses by: Saraiva

segunda-feira, 17 de julho de 2017

#Entre Aspas


“O silêncio da incerteza, revela a agonia do temido futuro incerto”.
Rafael Valasão Rocha


"Se você não pode explicar algo de forma simples, então você não entendeu muito bem o que tem a dizer”.
Albert Einstein


“Talvez eu seja enganado inúmeras vezes, mas não deixarei de acreditar que em algum lugar, alguém merece a minha confiança”.
Aristótoles


"Às vezes sabedoria é apenas calar e observar”.

“Tem pessoas que se apegam de tal maneira a sua infantilidade que, mesmo depois de crescida, procura sempre uma coisa ou uma pessoa para ser seu eterno brinquedo”. 
Mestre Ariévlis



“Não tenho mais paciência nem cabeça para esse tipo de coisa miúda”.
Caio Fernando de Abreu

quinta-feira, 25 de maio de 2017

#Música do Dia - O Cê Vai Fazer

O que Cê Vai Fazer – Fernando e Sorocaba

O que cê vai fazer quando ele não tiver mais vinte e poucos anos?
O que cê vai fazer quando acabar esse desejo insano?
E quando perceber que o jeito dele já não bate mais com o seu?
Tava tão na cara que ele não ia dar o que prometeu


Quando os corpos não quiserem mais se abraçar
E os olhos desviarem quando ele te olhar, vai doer
Talvez hoje seja tarde pra gente voltar
Não quero estar na sua pele quando me encontrar, vai doer
Vai doer


As razões que me impedem de estar com você
Vai além de te amar, vai além do querer
Vai saber, vai saber



Já não somos tão jovens pra enlouquecer
Nem tão velhos pra ver nosso sonho morrer
Vai saber, vai saber
Não consegui te esquecer