segunda-feira, 17 de julho de 2017

#Entre Aspas


“O silêncio da incerteza, revela a agonia do temido futuro incerto”.
Rafael Valasão Rocha


"Se você não pode explicar algo de forma simples, então você não entendeu muito bem o que tem a dizer”.
Albert Einstein


“Talvez eu seja enganado inúmeras vezes, mas não deixarei de acreditar que em algum lugar, alguém merece a minha confiança”.
Aristótoles


"Às vezes sabedoria é apenas calar e observar”.

“Tem pessoas que se apegam de tal maneira a sua infantilidade que, mesmo depois de crescida, procura sempre uma coisa ou uma pessoa para ser seu eterno brinquedo”. 
Mestre Ariévlis



“Não tenho mais paciência nem cabeça para esse tipo de coisa miúda”.
Caio Fernando de Abreu

quinta-feira, 25 de maio de 2017

#Música do Dia - O Cê Vai Fazer

O que Cê Vai Fazer – Fernando e Sorocaba

O que cê vai fazer quando ele não tiver mais vinte e poucos anos?
O que cê vai fazer quando acabar esse desejo insano?
E quando perceber que o jeito dele já não bate mais com o seu?
Tava tão na cara que ele não ia dar o que prometeu


Quando os corpos não quiserem mais se abraçar
E os olhos desviarem quando ele te olhar, vai doer
Talvez hoje seja tarde pra gente voltar
Não quero estar na sua pele quando me encontrar, vai doer
Vai doer


As razões que me impedem de estar com você
Vai além de te amar, vai além do querer
Vai saber, vai saber



Já não somos tão jovens pra enlouquecer
Nem tão velhos pra ver nosso sonho morrer
Vai saber, vai saber
Não consegui te esquecer


#Pensamentos Soltos - Hoje ela está em PAZ!


     Hoje acordei pensativa e mais introspectiva do que nunca. Momentos do passado vieram à tona junto com as músicas mais nostálgicas da playlist do meu celular. 

     Em meio a tantos pensamentos, me recordei de uma situação específica em que conversava com a minha cabeleireira em um dos nossos encontros, sempre tão produtivos e cheios de amor, porque além de uma profissional excelente, ela é uma amiga maravilhosa! Eu sempre saio de lá com o cabelo lindo e a alma leve.

     Pois bem, um dia conversando com ela, ela me disse a seguinte coisa: “A minha mãe quando era viva sempre dizia que chega um determinado momento da vida em que você não pede mais uma vida boa, bens materiais, sucesso. Você passa a pedir paz. E é a mais pura verdade, você pode ter tudo, mas se não tiver paz, você não tem nada. Não desfruta de nada e hoje eu estou nesta fase, eu só quero paz.”
     Ouvi aquilo atentamente, concordei porque para mim também fez um super sentido, mas eu nunca tinha de fato experimentado isso na prática, então para mim “ok”. 
     Eis que a vida nos surpreende com situações que jamais iríamos imaginar passar e, como já escrito no post Só Precisava Escrever, o mar revolto se instalou e ficou por determinado período nessa que vos fala, ou melhor, que vos escreve. E foi exatamente neste momento, neste ponto que eu entendi o que era ter paz, qual era a importância da paz, de se sentir calmo, tranquilo. Hoje sim eu posso falar com propriedade, realmente, não há nada igual!
     Lembrei também de outra situação em que me disseram: “Você precisa se organizar, fazer uma faxina interior, mas eu já posso te adiantar que você vai ficar bem, você vai ficar muito bem.” Confesso que naquele momento ouvi aquilo e só conseguia desejar que esse momento chegasse logo. Pedi tanto, desejei tanto e ele finalmente chegou.
     Me organizei, espiritualizei, cedi, aprendi, chorei, sorri, vivi, voltei a ser eu .. Eu consegui! E não troco a minha paz por nada e digo a quem quiser chegar e me acompanhar: “Seja bem-vindo, mas que seja para somar, se for para perturbar não precisa nem se aconchegar.”



“Maturidade é saber se afastar de pessoas e situações que ameaçam tirar a nossa paz de espírito, saúde mental, autorrespeito, valores ou moral.”


segunda-feira, 3 de abril de 2017

#Música do Dia - Como É Que a Gente Fica

Como É Que a Gente Fica – Henrique e Juliano

Eu tava certo de que o amor era pros outros não era pra mim
Um cara esperto fechado no meu canto eu só vivia assim
Entre uma boca e outra, uma dose e outra
Toda madrugada nessa vida louca
Nem passou pela cabeça me apaixonar


Eu esbarrei no seu olhar
Tropecei no seu beijo
Colei no seu rosto
Eu queimei a língua
Foi na ponta do queixo, me acertou de jeito
Olha eu na sua vida
Pensa, explica, como é que a gente fica?




quinta-feira, 30 de março de 2017

#Pensamentos Soltos - Se Deixar Sentir...


Ela estava em um daqueles dias em que tudo que mais queria era ficar quietinha, no canto dela, apenas com o seu edredom e travesseiro lhe fazendo companhia. Estava pensativa e emotiva, precisava colocar para fora os acontecimentos dos últimos dias... “Colocar para fora” sempre foi difícil para ela, porque ela sempre foi forte demais (ela é forte) e, mesmo sem querer, não deixava transparecer. Sempre foi assim, ela mesma estava acostumada a isso, porém, percebeu, com as experiências que teve na vida, a se deixar sentir. Por isso, hoje, tudo o que ela mais queria era, simplesmente, deixar escorrer pelos olhos aquilo de que a mente e o coração andam cheios. 

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

#Redirecionando as Velas - O Ensinamento do Tempo


     


           Tempo. Dizem que o tempo cura tudo. Mas não, na verdade o tempo não cura nada, ele ensina. E, a partir do momento que você aprende, as coisas mudam.
             A mudança só se dá a partir do aprendizado e o mais interessante é perceber a variedade de coisas que aprendemos com o tempo.
          Com o tempo, a gente aprende a dar para as coisas o seu real valor, nem mais e nem menos, apenas o valor necessário. Aprende a se deixar sentir. Aprende que toda ação tem uma reação e que em alguns momentos se paga caro por isso, dói.
          Aprende que, na maioria das vezes, as pessoas não são aquilo que dizem ou aparentam ser. Aprende que por mais amigos que se tenha, os verdadeiros e mais amorosos do mundo, estarão sempre dentro da nossa própria casa. Aprende que a dor e o choro não duram para sempre, mas que em alguns momentos não devem ser evitados. Aprende que a gente é muito mais forte do que pensa. Aprende que agir por impulso é uma boa ideia, às vezes. Aprende a tentar mais uma vez, mesmo que o “não” seja inevitável. Aprende a se analisar, observar… A gente aprende a se valorizar e acaba percebendo que não somos tão ruins como achamos que somos ou quanto as pessoas dizem sobre nós. Aprende a estabelecer prioridades. Aprende que o medo limita, aprisiona e sufoca. Aprende que se a gente precisa forçar algo é porque aquilo não nos cabe. Aprende que a vida segue, ela continua. Aprende que o mar se acalma, a tempestade passa e a tranquilidade sempre nos aguardará no final. Aprende que, depois de tanto aprendizado, o tempo é agora.
          Agora é tempo de aprender com o tempo. É tempo de redirecionar as velas.

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

#Música do Dia - Trem-Bala

Trem-Bala – Ana Vilela

Não é sobre ter
Todas as pessoas do mundo pra si
É sobre saber que em algum lugar
Alguém zela por ti

É sobre cantar e poder escutar
Mais do que a própria voz
É sobre dançar na chuva de vida
Que cai sobre nós

É saber se sentir infinito
Num universo tão vasto e bonito
É saber sonhar
E então fazer valer a pena cada verso
Daquele poema sobre acreditar

Não é sobre chegar no topo do mundo
Saber que venceu
É sobre escalar e sentir
Que o caminho te fortaleceu
É sobre ser abrigo
E também ter morada em outros corações
E assim ter amigos contigo
Em todas as situações

A gente não pode ter tudo
Qual seria a graça do mundo se fosse assim
Por isso eu prefiro sorrisos
E os presentes que a vida trouxe
Pra perto de mim

Não é sobre tudo que o seu dinheiro
É capaz de comprar
E sim sobre cada momento
Sorriso a se compartilhar
Também não é sobre correr
Contra o tempo pra ter sempre mais
Porque quando menos se espera
A vida já ficou pra trás

Segura teu filho no colo
Sorria e abraça teus pais
Enquanto estão aqui
Que a vida é trem-bala parceiro
E a gente é só passageiro prestes a partir


Laiá, laiá, laiá, laiá, laiá
Laiá, laiá, laiá, laiá, laiá